Tempo , , 0°C

Turista que ficou internada em Poços tinha febre amarela

Turista que ficou internada em Poços tinha febre amarela

Turista que ficou internada em Poços tinha febre amarela
fevereiro 01
19:57 2018

A secretaria de Saúde de Poços de Caldas emitiu comunicado nesta quinta-feira 1º de fevereiro, em que informa que a turista que ficou internada no Hospital Santa Lúcia nas últimas semanas tinha mesmo febre amarela, como se suspeitava. Segundo o comunicado, o resultado da amostra de sangue coletada da turista foi analisada pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) em Belo Horizonte e confirmou o diagnóstico.

Daniele Mendes Reis, de 27 anos, veio a Poços no dia 13 de janeiro, já com sintomas da doença. Dois dias depois, o quadro se agravou e ela foi internada no Hospital Santa Lúcia, credenciado pela Secretaria Estadual de Saúde para atendimento de casos de febre amarela pelo SUS. Moradora da cidade de São Paulo, a jovem esteve por 12 dias em Atibaia, área considerada de risco no interior paulista.

A paciente teve alta na última segunda, 29, e já retornou à capital paulista. O resultado da Funed confirma em Poços, o primeiro caso de febre amarela em 2018, considerado importado, já que as evidências indicam que a doença foi contraída fora do município.

“A paciente apresentou os primeiros sintomas, procurou o Hospital Santa Lúcia, que levantou a suspeita e notificou a secretaria de Saúde. A partir daí, todo o protocolo preconizado para a febre amarela foi adotado. A paciente foi internada imediatamente na UTI em uma área de isolamento e tratada com todos os cuidados que a doença exige. Depois de 15 dias de internação, o quadro inicialmente muito grave, evoluiu de maneira satisfatória e ela teve alta”, explicou o secretário de Saúde, Carlos Mosconi.

Esta semana, a secretaria de Saúde registrou a notificação de outro caso suspeito. A paciente de 26 anos foi internada com sintomas que podem caracterizar a febre amarela. De acordo com o secretário de saúde, em conversa com o médico que está acompanhando o caso, é muito provável que não seja confirmada a suspeita. “Ela está recebendo todos os cuidados necessários e neste momento de vigilância, notificar os casos suspeitos faz parte do processo que visa a prevenção e o atendimento pleno da população”, esclareceu Mosconi. Uma amostra do sangue será enviada à Funed e o municipio aguardará o resultado.

A cobertura vacinal de monitoramento rápido de Poços é de 98%, segundo levantamento realizado no ano passado. A vacina está disponível para pessoas a partir dos 9 meses de vida até os 59 anos de idade. Pessoas acima desta faixa etária devem procurar o médico para avaliação e prescrição, dependendo de cada caso. Em Poços, são 21 salas de vacina, com atendimento de segunda a sexta, das 8h às 16h30. A vacina está disponível em toda a rede. A dose ofertada não é fracionada, então basta uma única aplicação para a imunização por toda a vida.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *