junho 30
11:11 2020

Na manhã desta segunda-feira (29), a Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais, através do Centro de Operações de Emergência em Saúde de Minas Gerais (COES-MG), divulgou um comunicado vetando a proposta de retomada do Campeonato Mineiro, apresentada pela Federação Mineira de Futebol na semana passada.

A ideia da FMF era de que a competição retomasse as atividades a partir do dia 26 de julho, com as partidas restantes sendo realizadas em um período de três semanas em sede única. Entretanto o projeto não foi aceito pela entidade responsável pelo controle da pandemia do coronavírus em Minas, alegando que nenhum protocolo é adequado no momento. Portanto a competição estadual não tem previsão para retorno.

O Campeonato Mineiro 2020 está paralisado desde o dia 15 de março. Restam duas rodadas para o término da primeira fase, semifinais e final. Além dos confrontos do Troféu Inconfidência e Recopa. A Caldense ocupa a quarta posição na tabela com 17 pontos e tem compromissos pendentes contra Tupynambás e Cruzeiro. O América lidera com 21 pontos, Tombense vem em segundo com 20 e Atlético em terceiro com 18 pontos.

Leia o comunicado na íntegra:
“O Centro de Operações de Emergência em Saúde de Minas Gerais (COES-MG) avaliou os protocolos apresentados pela Federação Mineira de Futebol (FMF) e pelos times mineiros, e que solicitava o retorno às atividades do futebol para o Campeonato Mineiro. Diante de um panorama com piora da situação epidemiológica e assistencial, em que, inclusive, foi recomendado o retorno de todos os municípios que aderiram a Deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19 nº 39 de 29 de abril de 2020 (Plano Minas Consciente) para a onda verde, a avaliação feita foi de que nenhum protocolo seria adequado ao momento. Havendo uma melhora do panorama epidemiológico e assistencial os protocolos serão reavaliados para que a atividade seja retomada com segurança a vida dos envolvidos. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) entende a importância do futebol e do esporte na vida do brasileiro, mas nenhum protocolo seria adequado ao momento.”

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *