Tempo , , 0°C

Alcoa cadastra moradores do Jardim Kennedy

Alcoa cadastra moradores do Jardim Kennedy

Alcoa cadastra moradores do Jardim Kennedy
abril 24
17:49 2019

A Alcoa deu início nesta terça-feira, 23 de abril, ao cadastramento de moradores e propriedades do Jardim Kennedy, bairro vizinho à Fábrica. Este trabalho faz parte do Plano de Atendimento à Emergência (PAE) e se estenderá até o dia 30 de abril, com visita aos imóveis do bairro para levantamento do tipo de moradia (residência, empresa, comércio ou estrutura pública), número de moradores e se existem enfermos, pessoas com deficiência e animais. Realizado por funcionários da empresa Labore Consultoria Empresarial RH, de Poços de Caldas, o cadastramento tem o apoio da Defesa Civil e a consultoria técnica da empresa Pimenta de Ávila. Serão cadastradas cerca de 200 residências que estão nas zonas consideradas de autossalvamento, com base no estudo de ruptura hipotética de Áreas de Resíduos de Bauxita (ARBs) da Companhia.

“As informações são confidenciais e serão utilizadas pela Alcoa para subsidiar os exercícios de simulados de evacuação, que terão a participação da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar”, explica Walmer Rocha, gerente de Operações da Unidade de Poços de Caldas. “Primeiro realizaremos o simulado de mesa e depois o de campo, com os moradores”. De acordo com Walmer, todas as ARBs da Companhia estão classificadas como estáveis e estas ações preventivas visam atender a um cenário hipotético de rompimento. “Neste cenário, o nosso objetivo é reduzir o impacto, mesmo que pequeno, para as pessoas e o meio ambiente”.

Os moradores do Jardim Kennedy aprovam a iniciativa da Alcoa. “Uma atitude perfeita da Empresa. Se todas fizessem isto não teria acontecido tantas tragédias com rompimentos de barragens”, destaca João Batista de Souza, morador do bairro há 12 anos e um dos cadastrados. “Sabemos que as coisas são feitas pela empresa de forma adequada e não corremos riscos, mas não podemos descartar fatores externos que podem causar um rompimento. Se por acaso isto acontecer, a gente vai saber como agir”.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *