Programa de Educação Ambiental da CBA promove relacionamento com a comunidade escolar de Poços de Caldas e Caldas

Programa de Educação Ambiental da CBA promove relacionamento com a comunidade escolar de Poços de Caldas e Caldas

Programa de Educação Ambiental da CBA promove relacionamento com a comunidade escolar de Poços de Caldas e Caldas
dezembro 15
17:33 2017

Curso de educação ambiental, realizado pela empresa com professores da rede pública, promoveu conhecimento e trouxe resultados concretos para as escolas

 

Ao longo dos últimos quatro meses, professores da rede pública dos municípios de Poços de Caldas e Caldas participaram do Curso de Atualização em Educação Ambiental, projeto realizado pela Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), por meio de seu Programa de Educação Ambiental – PEA. Primeiro os professores passaram por uma capacitação, e depois, foram motivados a aplicar o conhecimento em projetos nas escolas. No dia 30 de novembro, um encontro promovido pela Companhia promoveu a integração dos professores, profissionais da área de meio ambiente e educação para apresentar os projetos e reconhecer as inciativas de destaque.

Com o tema “Escola Sustentável: o poder do sonho coletivo a favor do meio ambiente”, o curso de Atualização em Educação Ambiental aconteceu em agosto.  Por meio de atividades coletivas propostas por uma equipe especializada em mobilização de comunidades, foram repassadas metodologias e ferramentas para que os professores criassem projetos que integrassem a comunidade escolar e as famílias, e, ainda, estimulassem a criação de práticas ambientais sustentáveis.

A culminância do projeto contou com a participação de 11 professores de seis instituições de Poços de Caldas e uma do município de Caldas. Após passarem pela primeira fase de capacitação, os professores foram motivados a desenvolverem os projetos nas escolas e buscar apoio dos alunos e de toda a comunidade. Como resultado, surgiram trabalhos como criação de hortas, revitalização de espaços de lazer, implantação de coleta seletiva, reutilização de material reciclável, criação de jardim vertical e plantio de árvores frutíferas e plantas medicinais. Segue a relação dos projetos e das escolas participantes: “Nossa Horta” na CEI Municipal Caminho da Luz; “Mais Verde” na CEI Municipal Profª Carola Monteiro; “Mundo das Realizações” na CEI Municipal Profº Orcy Bento Gonçalves; “Aprendendo com os Rs” na Escola Municipal Presidente Crispim Jacques Bias Fortes; “Reutilizar é Arte, Reinventar faz Parte” na Escola Municipal João Pinheiro; “Escola mais Verde” na Escola Municipal Vitalina Rossi; e “Consciência Verde” na Escola Municipal Wilson Hedy Molinari.

Além de capacitar os professores, a equipe da CBA também acompanhou todo o processo de implantação dos projetos das escolas. De acordo com o gerente da unidade da CBA em Poços de Caldas, Hamilton Wuo, o curso de Atualização em Educação Ambiental é uma iniciativa que traz grandes resultados, pois leva o conhecimento, atualiza os professores e também promove o relacionamento com as comunidades. “O curso tem como objetivo formar professores mais conscientes do espaço que ocupam na sociedade, fazendo com que as pessoas entendam o seu papel enquanto cidadãos que usufruem dos bens que a natureza oferece”, destacou. Durante a culminância, os presentes também conheceram as instalações da CBA e viram de perto como é o processo de extração e beneficiamento da bauxita.

Iniciativa vencedora

Durante o encontro no dia 30, os professores apresentaram seus projetos para uma equipe de cinco jurados, formada por profissionais que atuam na área de meio ambiente e educação do município de Poços de Caldas.  As três melhores iniciativas foram premiadas, cada uma com um prêmio destinado à escola.


O projeto vencedor foi o “Mais Verde”, desenvolvido pela professora Celi Barbosa Lotti, no Centro de Educação Infantil Municipal Profª Carola Monteiro, de Poços de Caldas. O projeto contou com apoio dos alunos, professores e comunidade e consistiu na construção de uma horta com legumes e hortaliças. “O objetivo da horta era incentivar a alimentação saudável entre as crianças. Por isso, elas foram motivadas a participar de todo o processo, ajudaram na criação do espaço e passaram a entender como funciona o plantio, quais são os cuidados com adubação e com a colheita dos alimentos. Como as crianças almoçam na escola, eles ficaram mais interessados em colocar no prato os alimentos que elas mesmas ajudaram a plantar”, conta a educadora Celi.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *