Convênio fortalece cadeia produtiva da Região Vulcânica de Poços de Caldas

Convênio fortalece cadeia produtiva da Região Vulcânica de Poços de Caldas

Convênio fortalece cadeia produtiva da Região Vulcânica de Poços de Caldas
março 26
19:53 2019

Foi assinado nesta terça-feira, 26, contrato de apoio financeiro entre a prefeitura de Poços de Caldas e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para execução do projeto “Cafés Vulcânicos da Região de Poços de Caldas”. O objetivo é fortalecer a cadeia produtiva da caldeira vulcânica de Poços e região, trabalhando para o reconhecimento e fortalecimento da marca.

O projeto foi aprovado pelo Sebrae Nacional e recebeu recursos da ordem R$ 120 mil, com contrapartida de R$ 36 mil da Prefeitura. De 40 propostas apresentadas, 17 foram aprovadas, sendo apenas duas do Sul de Minas, incluindo o projeto de Poços de Caldas. “Desde 2017, acreditamos na importância e no potencial do projeto, não só de cafés, como de muitas outras culturas que poderão ser beneficiadas. Apresentamos um projeto ao Sebrae Nacional, que foi muito bem visto desde o início”, informou o gerente da Regional Sul do Sebrae-MG, Rodrigo Ribeiro Pereira.

A apresentação da proposta foi realizada em março de 2018, aprovada em setembro e os recursos foram disponibilizados no final do ano passado, com a execução prevista para 2019. Segundo o gerente regional do Sebrae, o projeto foi escolhido pela conjunção de fatores como governança, comprometimento dos produtores, ambiente, capacidade de contrapartida e tempo de discussão do projeto.

Inicialmente, a iniciativa está sendo desenvolvida com 18 associados da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região de Poços de Caldas – Cafés Vulcânicos, mas o projeto é aberto a todos os cafeicultores que pertencem a cidades que fazem parte da caldeia vulcânica de Poços de Caldas, como Andradas, Botelhos, Bandeira do Sul, Campestre, Cabo Verde, Caconde, Divinolândia, São Sebastião da Grama, Caldas e Poços de Caldas.

O projeto tem três focos estratégicos. O primeiro é a melhoria constante dos processos e da qualidade do produto, visando atender exigências do mercado de cafés especiais. O segundo é o fortalecimento da governança setorial, ou seja, manter uma associação forte que possa representar os cafeicultores e buscar novas possibilidades. O terceiro foco estratégico é a estruturação e fortalecimento da marca “Região Vulcânica de Poços de Caldas” como forma de diferenciação nos mercados nacional e internacional.

Durante a solenidade de assinatura do convênio, realizada no gabinete, o prefeito Sérgio Azevedo agradeceu aos parceiros, como Sebrae, Emater e Associação Cafés Vulcânicos e aproveitou para parabenizar a equipe da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho pelo esforço de integração com todas as entidades produtivas atuantes no município. “A assinatura desse convênio será muito importante para a nossa cidade e para a nossa região. Ter essa marca será um grande atrativo e tenho certeza de que o sucesso será de todos”, destacou.

O vice-prefeito Flávio Faria, que é titular da SMDET, ressaltou que o convênio é fruto de um trabalho de equipe que já começa a dar resultados. “É um momento histórico no qual sacramentamos a assinatura desse convênio, com o apoio do prefeito Sérgio Azevedo. É um convênio de fundamental importância para que possamos avançar na questão da região vulcânica, permitindo obter resultados diferenciados na cadeia produtiva, especialmente do café”, afirmou.

O presidente da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região de Poços de Caldas – Cafés Vulcânicos, Marco Sanches, também agradeceu aos parceiros Sebrae, Emater, Instituto Federal e Prefeitura. “Em seis anos e meio de luta, agora conseguimos chegar a um projeto palpável graças ao empenho de todos”, celebrou.

Marca
O projeto de criação da Identidade Geográfica e registro da marca coletiva “Região Vulcânica de Poços de Caldas” está em tramitação junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

“Um dos focos estratégicos do projeto é principalmente a questão do branding, que é trabalhar a marca dos cafés vulcânicos de Poços de Caldas para que possa ser reconhecida e valorizada, tanto no mercado nacional quanto internacional, de forma que os consumidores valorizem a origem do produto e possamos atingir um público diferenciado com cafés valorizados no mercado”, explica o analista técnico do Sebrae de Poços de Caldas, Ivan Figueiredo.

A região vulcânica de Poços de Caldas é reconhecida devido à sua formação geológica diferenciada e a presença de águas quentes e com grande teor de enxofre. Estas características levaram a Associação de Cafés Especiais de Poços de Caldas a investir neste diferencial para conseguir a Indicação Geográfica desta região única. O projeto teve início com os cafés vulcânicos, mas a proposta é, no futuro, estender o projeto para outros produtos típicos da região.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *