Tempo , , 0°C

Doação de R$ 20 mil ajuda Santa Casa a adquirir ventilador mecânico

Doação de R$ 20 mil ajuda Santa Casa a adquirir ventilador mecânico

Doação de R$ 20 mil ajuda Santa Casa a adquirir ventilador mecânico
maio 15
13:20 2019

Já está funcionando na Urgência/Emergência da Santa Casa o novo ventilador mecânico, equipamento fundamental, que  faz a função do pulmão, para pacientes que estão sob sedação, com insuficiência respiratória ou outras patologias. Esse novo aparelho foi adquirido pelo valor de R$34.790, dos quais R$20 mil foram doados pelo empresário filantropo Marcos Flávio Azzi e Cleide Brito Chiaradia Azzi e o restante custeado pelo próprio Hospital.

A fisioterapeuta da Santa Casa, Mariliza Castilho Manzoni, explica que foi feito o orçamento com três empresas e o Hospital optou pela marca Leistung. “O aparelho já está funcionando, vieram dois técnicos da empresa e fizeram o treinamento com os funcionários do setor da Urgência. Ele custou R$34.790, recebemos a doação de R$20 mil e a Santa Casa completou o valor que faltava. O ventilador  mecânico é um equipamento que faz a função do pulmão, para pacientes que estão sob sedação, em pacientes com insuficiência respiratória ou outras patologias. Devido a demanda de pacientes, o setor de Urgência/Emergência está com déficit desse tipo de equipamento, então a compra foi focada para essa unidade”, explica Mariliza.

O coordenador da Urgência/Emergência, Dr. André Francisco dos Reis, que também é diretor clínico da Santa Casa, destaca a importância da doação e do fato da direção do Hospital ter se sensibilizado e, mesmo em um momento difícil financeiramente, ter completado o valor que faltava para comprar o ventilador mecânico.

“Nós já havíamos feito o pedido para novos aparelhos respiradores dentro da instituição, principalmente aqui no setor de Urgência, que eu digo que hoje é o setor mais crítico do Hospital, onde a demanda é livre e, com a sazonalidade do inverno,  vamos ter cada vez mais pacientes em quadro de insuficiências respiratórias agudas importantes, que vão necessitar do suporte respiratório mecânico. Então, agregando aos outros aparelhos que temos aqui, houve a doação desse equipamento moderníssimo, com todas as modalidades  habituais e mais importantes para a gente poder manejar esses doentes graves. Foi mais um ganho para a população, para os usuários da Santa Casa e uma segurança para a equipe, no sentido de ter mais um aparelho que vai nos dar um suporte”, relata Dr. André.

O doador

A doação de R$ 20 mil para a compra do aparelho foi feita por Cleide Brito Chiaradia Azzi e Marcos Flávio Azzi. Marcos é de São Gonçalo do Sapucaí e tem família em Poços há 25 anos. Foi para São Paulo em 1992 para fazer faculdade. Montou uma empresa no mercado financeiro onde teve muito sucesso. Em 2003, montou um instituto de sua empresa e começou a  fazer projetos sociais, sempre separando um pedaço de seu patrimônio para ajudar, tanto em São Paulo, quanto no interior de Minas, como aqui em Poços, em Itajubá e em São Gonçalo do Sapucaí, onde nasceu.

Marcos conta que apoia ongs, projetos sociais, hospitais, Apaes, entre outros. Ele revela que já ajuda a Santa Casa de Itajubá e sempre passou por sua cabeça fazer alguma coisa pela Santa Casa de Poços, já que é um dos locais que  mais ajudam a população no momento que ela mais precisa.

“A realidade é que faltam projetos que sejam palpáveis, que tenham princípio, meio e fim e que tenham uma excelente transparência. Uma doação como essa para a Santa Casa é palpável, eu sabia que era um ventilador artificial. Tinha princípio, meio e fim, já que  fui até o Hospital, mandei o dinheiro, foi adquirido, recebi toda a prestação de contas e todo mundo vai usar. E a transparência, pois eu sabia que o dinheiro foi para lá, imediatamente ele foi canalizado para a compra. Isso é o que as pessoas mais valorizam hoje”, afirma o empresário, que acredita  que a sociedade tem que ter um papel complementar ao governo.

“Achar que se eu não faço nada o governo vai fazer é uma visão que não funciona. Eu acho que a sociedade tem que servir de exemplo de boas práticas para que o governo tenha boas práticas. Por isso tento fazer a minha parte, inspirando as pessoas para que façam a delas”, completa Marcos.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *