Tempo , , 0°C

Campanha de Financiamento Coletivo quer dar voz às mulheres

Campanha de Financiamento Coletivo quer dar voz às mulheres

Campanha de Financiamento Coletivo quer dar voz às mulheres
abril 29
14:04 2019

A Cia de Teatro Conscius Dementia está com uma Campanha de Financiamento Coletivo no site Kickante para a realização do seu mais novo espetáculo intitulado “A gaiola, a mordaça e a flor”. A iniciativa pretende dar voz às mulheres e promover a luta contra o machismo, a violência e o silenciamento.

O desenvolvimento desse espetáculo se destaca não só pelo artístico, mas pela importância social de se debater esse tema, de falar sobre o que nos aflige e nos encanta enquanto mulheres. Por isso A Gaiola, a Mordaça e a Flor se encaixa no objetivo 5, dentre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

O objetivo de dar voz às mulheres permeia toda a criação do espetáculo. A cia, em sua maioria constituída por mulheres, (Larissa Garcia, Danielle Marques, Gabriela Severini e Rafaela Jacon Dutra) convidou outras mulheres para complementar a equipe: Sissi Abrão para a direção, Nanda Dearo para direção musical e Michele Velozo para filmagem e fotografia. A equipe ainda conta com Daniel Silva e Johnny Hansk na atuação fazendo os contrapontos da não identificação de gênero e da masculinidade tóxica e Fagner Andrades na produção.

A atriz Gabriela Severini, que faz parte do grupo, destaca que “A gaiola, a mordaça e a flor” colabora na busca por mudança de padrões sociais. “São muitas coisas que precisam ser faladas e o que conseguimos dizer será mais eficiente através da arte. Mas, ao mesmo tempo, não conseguiremos dizer tudo em apenas uma criação, por isso foi necessário que fizéssemos alguns recortes e assim o espetáculo falará de mulheres através dos temas: matrimônio, padrões de beleza, cultura do estupro e sexualidade, entre outros”.

O vídeo da campanha foi feito na cabine literária de Poços de Caldas no último dia 13 de abril, com a pergunta “Quando você se reconheceu mulher?”. A produção traz depoimentos de mulheres de várias idades, cores e experiências e foi construído com o intuito de ouvir mulheres que não fazem parte do círculo de trabalho da Cia. Segundo a atriz Gabriela Severini “Não falamos por todas as mulheres e por isso precisamos da ajuda de muitas de nós para não deixarmos de ouvir as que não estão no nosso círculo de trabalho. Respeitamos o lugar de fala de cada uma e queremos mostrar que ainda há muitas outras coisas a serem ditas, refletidas e modificadas no comportamento da nossa sociedade”.

Todos os dias mulheres são alvo de diversos tipos de agressão, desde o assédio verbal até a morte, inclusive dentro do ambiente familiar. A violência contra a mulher está generalizada na nossa sociedade e é uma grave violação dos direitos humanos, com consequências físicas, mentais e sociais. Só na cidade de Poços de Caldas a Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (DEAM) recebe mensalmente uma média de 100 boletins de ocorrência (aproximadamente quatro casos por dia). O número é muito maior visto todas as mulheres que ainda não têm coragem e apoio para denunciar.

Nós acreditamos no poder transformador da ARTE. Ela tem a capacidade de aflorar emoções e sentimentos muitas vezes difíceis de serem acessados de outras formas. E é nessa união da arte com a luta a favor das mulheres que o espetáculo A Gaiola, a Mordaça e a Flor se encaixa contribuindo para o desenvolvimento de uma cultura promotora da igualdade de gênero e da não-violência, mostrando que toda voz precisa ser ouvida, que cada mulher é única.

Há muita luta, há muito ainda o que conquistar. Nós, habitantes da arte teatral, estamos colocando a nossa voz e a voz de várias mulheres no palco; queremos levar isso para o máximo de pessoas; do jovem ao idoso, da criança ao adulto, para todos os gêneros, para todas as classes, para todas as cores. Acreditamos no poder da ARTE para ajudar na construção de uma sociedade mais igualitária, mais justa e mais humana.

Para a montagem do espetáculo lançamos a campanha na plataforma Kickante que teve início no último dia 25 de abril e vai até dia 25 de maio, a meta é arrecadar R$36.374,00 para pagamento de equipe técnica e artística além de compras e gastos em gerais com figurino, cenário, ensaio e transporte, além do feitio das recompensas. Ao contribuir com valores de R$20,00 a R$500,00 o doador também fortalece a arte feita em Poços de Caldas. Os produtos escolhidos pelo grupo são feitos em sua maioria por artistas mulheres, como fotos, postais, marca página, descansa copo, zine, entre outros. Acesse nossa campanha e nos ajude a trazer essa temática de extrema importância a nível mundial para os palcos de Poços de Caldas! Saiba mais sobre a Cia. Conscius Dementia e acompanhe todo processo de criação na página do Facebook e no Instagram (@ciaconsciusdementia). Link para campanha: https://www.kickante.com.br/campanhas/espetaculo-gaiola-mordaca-flor

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *