Festival Estudantil de Teatro completa 30 anos com mais de 170 mil espectadores

Festival Estudantil de Teatro completa 30 anos com mais de 170 mil espectadores

Festival Estudantil de Teatro completa 30 anos com mais de 170 mil espectadores
maio 15
13:10 2019

O Festival Estudantil de Teatro completa 30 anos ininterruptos de realização em 2019. O lançamento do festival foi realizado na manhã de sexta-feira, 10, no auditório da SME, com direito a bolo comemorativo especial para a ocasião e bate-papo com a atriz e contadora de histórias Drika Rossi, com o tema “O educador que inspira”.

O festival foi criado em 1990, pela então Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Poços de Caldas, sob o comando do professor José Castro de Araújo, personalidade relevante da educação pública do município. O FET já levou aos palcos da Urca, do Palace Casino e do Colégio Pio XII aproximadamente 600 espetáculos e um público de mais de 170.000 pessoas entre estudantes e comunidade em geral.

“É uma edição muito emblemática porque são 30 anos de Festival Estudantil de Teatro, ou seja, 30 anos de luta e persistência para colocar a educação e o teatro em consonância. Sempre digo aos educadores que o nosso trabalho em sala de aula é, de certa forma, um teatro e, quanto mais buscamos aproximação com essas linguagens, mais nos aproximamos também do nosso público, que é formado pelos alunos e comunidade escolar. Queremos que seja um ano de muita celebração e comemoração desse evento, que já se consolidou no nosso calendário”, ressaltou a secretária municipal de Educação, Flávia Vivaldi.

Reconhecido como uma proposta de estímulo à criação artística e momentos de convivência entre as escolas de Poços e região, o FET propõe uma releitura da práxis teatro-escola, discutindo sobre os benefícios que as artes trazem para o desenvolvimento humano.

O coordenador da Divisão de Projetos de Educação Complementar, Mário Augusto Marques, abriu o evento de lançamento citando o dramaturgo alemão Bertold Brecht, “O prazer é a mais nobre função da atividade teatral”, destacou. “Esperamos marcar a 30ª edição com um festival dinâmico e participativo que represente o espírito cênico das escolas de Poços”, completou.

Festival 2019

As produções nas escolas já começam neste mês e seguem até outubro, quando será realizada a mostra do FET, no Teatro Benigno Gaiga, no Espaço Cultural da Urca. As inscrições das peças participantes serão realizadas em julho e agosto.

O FET é direcionado a estudantes do Ensino Fundamental e Médio e, desde o ano passado, também engloba o Ensino Superior das redes pública e privada, nas categorias esquete (até 10 minutos) e peça (acima de 10 minutos), nas modalidades infantil, infanto-juvenil e juvenil. Desde 2010, todos os grupos que se apresentam recebem o Troféu “Fernandinho Frizzo”, como homenagem pela vida dedicada ao teatro.

O festival é uma realização da SME, por meio da Divisão de Projetos de Educação Complementar, com apoio da Autarquia Municipal de Ensino de Poços de Caldas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 35 3697-5110, pelo email smeducacacaoprojetos@gmail.com ou pelo site https://smeducacaoprojetos.wixsite.com/30fet.

“O educador que inspira”

Durante o lançamento, educadores e estudantes puderam participar de um bate-papo especial com a atriz e contadora de histórias Drika Rossi, com o tema “O educador que inspira”.

Atriz, contadora de histórias, bonequeira, palhaça, com mais de 30 anos de experiência nas artes, dirigiu e atuou em diversos espetáculos. Como manipuladora de bonecos, a poços-caldense participou de vários espetáculos, inclusive com passagens pelos programas infantis da TV Cultura. Como contadora de histórias, Drika participou de diversos projetos e apresentações na cidade de São Paulo e, durante 16 anos, pesquisou sobre personagens folclóricos. Aliou a neurolinguística à contação e desenvolveu a metodologia “Educando com histórias”. É fundadora e sócia da Fiandeiras Produtora Cultural.

A atriz contou um pouco da sua história e de experiências marcantes como arte-educadora. “Passei praticamente por todas as comunidades de São Paulo, dando aulas de teatro de bonecos e contação de histórias. Hoje, aplico a minha metodologia ‘Educando com histórias’ com a minha filha de quatro anos”, diz. A atriz fez teatro com Fernandinho Frizzo, que empresta nome ao troféu do FET.

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *