MIA tem oficina com Carol Panesi, dança ao ar livre e música no parque neste sábado

MIA tem oficina com Carol Panesi, dança ao ar livre e música no parque neste sábado

MIA tem oficina com Carol Panesi, dança ao ar livre e música no parque neste sábado
agosto 30
15:51 2019

A Mostra Integrada de Artes (MIA) dá destaque neste sábado, 31, para a música e para a dança dentro da programação, que chega ao fim no domingo, 1º de setembro em Poços de Caldas. A primeira atividade ocorre às 10h no Instituto Moreira Salles (IMS Poços) com uma oficina de ritmos brasileiros ministrada pela multi-instrumentista Carol Panesi, vencedora do Prêmio Profissionais da Música – PPM 2018.

Na sequência, às 11h30, a cantora poços-caldense Nathalia Diniz se apresenta no Café Concerto, com um repertório de brasilidades, que vai ao encontro do tema da mostra, que é “A peculiaridade de Minas Gerais com a diversidade brasileira”.

Letícia Rodrigues traz projeto Zero em dança ao ar livre em Poços

Na sequência, às 14h, ocorre um especial de dança + música mineira, com o projeto Zero, de dança contemporânea com Letícia Rodrigues, no Parque Municipal Antônio Molinari. Aos 34 anos, a  artista da dança conta que o que vai apresentar na cidade é um desdobramento do projeto que estreou neste ano e que ela escreveu quando estava no hospital, com muita dor – a artista sofre com a síndrome de hipermobilidade benigna, que lhe causa dores constantes nas articulações.

“Essa dor me fez esquecer o lugar onde eu estava e senti uma vontade muito grande de falar sobre isso, ao invés de esconder. A síndrome faz com que meu corpo seja frágil a ponto das articulações saírem do lugar. No projeto que escrevi, quis questionar essa fragilidade e encontrar potência no que é frágil”, contou.

Na MIA, Letícia apresenta um outro momento do trabalho e da pesquisa, com a apresentação fora de um palco convencional, mas no Parque Municipal Antônio Molinari, que é um ambiente aberto.

“A bolha, objeto-corpo que utilizo na performance não tem o sentido literal de ‘estar dentro da bolha’, mas ela, eu e a música ao vivo realizada pelo Gustavo Infante somos o mesmo organismo. O objeto, a música e meu corpo são apenas um, uma matéria viva”, explicou.

A apresentação, que leva o nome de Zero, foi batizada desta forma porque vem do verbo ‘zerar’. “Surge da minha vontade de viajar no tempo, por entre as céluas e entender de onde vem esse ‘erro’ no meu corpo – a condição genética, como se eu quisesse zerar tudo e começar de novo, reaprender a me locomover novamente”, disse.

Vale lembrar que após a apresentação de Letícia Rodrigues, a mostra segue no Parque Municipal, com apresentação de Dj Paulo Tothy, de Gustavo Infante, de Clayton Prósperi e de Ismael Tiso. Tudo gratuito.

Já no período noturno, às 20h, a Bones Cervejaria recebe apresentações da MIA, com o grupo Sambalux e discotecagem de Larissa Freitas.

Para a diretora geral da MIA, a gestora cultural Chiara Carvalho, o sábado, que é o penúltimo dia do evento, reflete um pouco de como foi a mostra. “Estamos já na reta final, mas muito felizes com os resultados alcançados até aqui. Movimentamos muito a cidade, durante toda semana, com eventos, convidados e público incríveis. Neste sábado, nosso destaque fica com a música e a dança contemporânea, ao ar livre, como desejamos que a arte seja”, destacou.

Sobre a MIA

O evento tem a direção da gestora cultural Chiara Carvalho e é viabilizado pelo edital para concessão de patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas. Há, também, parceria com empresas da cidade e apoio do Poços de Caldas Convention & Visitors Bureau, Instituto Moreira Salles (IMS/Poços), Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas, Atelier Obra 255, New York PUB, Espaço Cultural Ziriguidum, Sindicato de Hotéis, além de cafés e restaurantes da cidade.

A Mia conta com coordenação geral do músico Breno Scalla Oliani, tendo, ainda, produção executiva de Jesuane Salvador e, como equipe de curadores Eduardo Sueitt (música), Luciana Faria (fotografia), Fábio Guedes (artes plásticas) e Marcelo Leme (audiovisual).

Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *